WRAP: Sem tempo a perder

ALIANÇA INTERNACIONAL

A Global Alliance é uma rede formada por organizações globais comprometidas com ações ambientais que compartilham a ambição do Prêmio de recuperar o planeta, assim como instituições acadêmicas, organizações sem fins lucrativos e alianças do setor privado de todo o mundo. A Global Alliance e as organizações indicadoras são parte fundamental do Earthshot e, portanto, suas notícias são ótimas notícias para o meio ambiente, as quais desejamos compartilhar constantemente.  

Esta semana, a WRAP, organização parceira da Global Alliance, apresentou seu trabalho, explicou o conceito de economia circular e mostrou por que deveríamos adotá-la imediatamente.  

As inovações humanas, sem sombra de dúvida, prolongaram e melhoraram a vida de muitas pessoasElas se mostraram uma poderosa arma contra as forças destrutivas da natureza – tal como vimos na pandemiaMas nós não estamos separados da natureza. Dependemos dos valiosos recursos da Terra para sustentar a vida, desde o alimento que comemos e o abrigo que construímos até a roupa que usamos.   

No entanto, o ritmo e a escala da atividade humana têm colocado esses recursos em um perigoso déficitDe acordo com a Global Footprint Network, a raça humana está usando 60% de recursos a mais do que a Terra é capaz de regenerarPrecisaríamos de cinco planetas se consumíssemos no ritmo dos Estados Unidos. Alcançamos o limite do modelo industrial “extrair-fabricar-descartar, ao qual ainda estamos atados. Um modelo que, embora tenha contribuído para a prosperidade e longevidade de muitos, baseia-se na falsa premissa de que os recursos naturais que exploramos para sustentá-lo são infinitos.  

Essa dívida ecológica está provocando efeitos catastróficos em nosso planeta. Extraímos mais de 100 bilhões de toneladas de matéria-prima para a construção de casas, fabricação de plástico, abastecimento do sistema de transporte, produção de alimentos e calefação. Contudo, os números mais recentes mostram que recuperamos somente 8,6% de tudo isso – e esse número tende a diminuir, não aumentar 

Todo o restante se transforma no que tem sido descrito como “a mãe de todos os problemas ambientais”: os resíduos. Resíduos que poderiam ter sido regenerados para minimizar a pressão sobre os recursos naturais e que também polui nossos oceanos e terras, além de ser uma das principais causas das mudanças climáticas – a maior ameaça à existência jamais enfrentada 

É um paradoxo que o princípio do “não ao desperdício, não à escassez” tenha sido por muito tempo instilado em muitas culturas e que, apesar disso, ainda geremos incessantemente tantos resíduos. Entre eles, um terço dos alimentos produzidos globalmenteo equivalente a um caminhão de lixo cheio de tecidos é descartado em aterros sanitários ou incinerado a cada segundo; uma quantidade descomunal de resíduos plásticos é descartada nas águas do planeta, podendo superar a quantidade de peixes até 2050 se não fizermos nada para abordar a questão. Tudo isso infiltrando-se nos quatro cantos do planeta, inclusive na atmosfera.  

Esta situação é insustentávelPrecisamos migrar para uma forma na qual possamos gerar crescimento e prosperidade para todos e, ao mesmo tempo, cuidar do nosso planeta. Para tanto, é necessário que os modelos de negócios transformem todos os pontos da cadeia de suprimentos, que os governos mostrem liderança e incentivem reformas, e que todos nós, como cidadãos, exijamos uma nova forma de agir e assumamos nossa responsabilidade como indivíduos. Todos nós temos um papel a cumprir – e todos nós precisamos fazer a nossa parte.  

Se o resíduo é o problema, ele também pode ser a soluçãoNa WRAP, acreditamos que a resposta está em uma mudança generalizada para a economia circular, que reflete a eficiência da natureza ao reabastecer-se e regenerar-se. Uma economia na qual mantemos os recursos em uso produtivo tantas vezes quantas a engenhosidade humana for capaz de conceberUma economia na qual extraímos o máximo valor dos produtos e materiais enquanto estiverem em uso para depois recuperá-los e reciclá-los ao final do ciclo de vida útil: uma economia que elimina o desperdício. Os proponentes argumentam que, se uma abordagem combinada de economia circular e mitigação das mudanças climáticas for adotada globalmente, poderíamos colocar o planeta no rumo certo para um aumento de temperatura inferior a dois graus até 2032. Estamos trabalhando com empresas, governos e cidadãos em todo o mundo para realizar essa transformação. 

O ímpeto para a adoção dessa abordagem está crescendoNossa pesquisa mostra que, à medida que se torna mais consciente da ameaça ao nosso planeta, o público em geral está cada vez mais receptivo a novos estilos de vida e ao consumo de produtos mais ecologicamente corretos. Isso inclui desde o aluguel de roupas, uso de estações de reabastecimento, em vez de plásticos de uso único, esquemas de devolução para aluguel de carros e outros produtos. Em todo o mundo, pessoas inovadoras estão desenvolvendo maneiras criativas de fazer upcycling, reutilizar materiais descartados no processo de produção, desenhar alternativas ao plástico e usar a tecnologia para realizar tarefas úteis como mensurar o desperdício de alimentos. Agora, tudo isso precisa atrair investimentos e ser escalonado para que o modelo de economia circular deixe de ser “business unusual para tornar-se “business as usual. 

É por esse motivo que estamos entusiasmados pelo trabalho conjunto da WRAP com o Earthshot Prize na próxima década no sentido de reunir as soluções mais impactantes, ambiciosas e aspiracionais que levarão à criação de um mundo livre de resíduos. Alavancaremos nossas redes e nosso conhecimento no Reino Unido e em outros países para apoiar e continuar sustentando o desenvolvimento estratégico do Prêmio. 

A pandemia nos fez vislumbrar os benefícios positivos de uma mudança nas atividades humanas, mas isso não pode ocorrer às custas da tragédia da vida humana e de dificuldades econômicas. A sociedade que emergir a partir deste momento sem precedentes na nossa vida depende de nós. Esse “botão de pausa” nos proporcionou uma oportunidade única para fazer um balanço, decidir o tipo de futuro que queremos e recompor sob medida e sem desastres. 

Acreditamos que a raça humana pode aprender a viver em harmonia com o mundo natural que nos sustenta. Um mundo onde as pessoas e o planeta possam prosperar. Este é o momento para criar um mundo livre de resíduos.  

Saiba mais sobre a WRAP e seu trabalho

WRAP
Royal Foundation