OS JOVENS ATIVISTAS CLIMÁTICOS LUISA NEUBAUER E ERNEST GIBSON TORNAM-SE MEMBROS DO CONSELHO DO PRÊMIO EARTHSHOT

O PREMIO EARTHSHOT

Luisa é ativista climática, autora e coorganizadora do movimento de greve escolar na Alemanha. Ernest é ativista de saúde comunitária de Fiji, sendo um dos sete jovens que formam o Grupo Consultivo da Juventude sobre Mudança Climática, criado pelo secretário-geral da ONU, como representante das ilhas do Pacífico. Juntos, eles contribuirão com uma riqueza de experiências à união de jovens, comunidades e governos locais em torno da defesa do meio ambiente e do combate às mudanças climáticas.

O Conselho do Prêmio Earthshot é composto por uma equipe global de indivíduos influentes, de diversos setores, comprometidos com a promoção de ações de recuperação do planeta. Até o final de 2021, o Conselho selecionará os vencedores do Prêmio Earthshot que participarão da cerimônia de premiação a ser realizada em Londres. Lançado em outubro de 2020, o Prêmio Earthshot é um prêmio ambiental global, cujo objetivo é descobrir e escalonar soluções para o enfrentamento dos maiores desafios ambientais nas áreas de resíduos, oceanos, poluição do ar, natureza e clima.

 

A seguir, apresentamos a lista completa dos membros do Conselho do Prêmio Earthshot, incluindo os anunciados em outubro do ano passado:

  • Sua Alteza Real, o Príncipe William;
  • Sua Majestade, a Rainha Rania Al Abdullah (Jordânia);
  • Cate Blanchett – atriz, produtora e humanitarista (Austrália);
  • Christiana Figueres – ex-Secretária Executiva das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima, responsável pelo histórico Acordo de Paris sobre a Mudança do Clima (Costa Rica);
  • Dani Alves – futebolista profissional (Brasil);
  • Sir David Attenborough – apresentador e naturalista (Reino Unido);
  • Ernest Gibson – ativista comunitário (Fiji)
  • Hindou Oumarou Ibrahim – ativista ambiental (Chad);
  • Indra Nooyi – executiva de negócios e ex-Presidente e CEO da PepsiCo (EUA e Índia);
  • Jack Ma – filantropo, empreendedor e Advogado ODS das Nações Unidas (China);
  • Luisa Neubauer – ativista pela justiça climática (Alemanha);
  • Naoko Yamazaki – ex-astronauta a bordo da Estação Espacial Internacional (Japão);
  • Ngozi Okonjo-Iweala – Diretora Geral da Organização Mundial do Comércio (Nigéria);
  • Shakira Mebarak – cantora e filantropa (Colômbia);
  • Yao Ming – membro do Naismith Hall da Fama do Basquete e ambientalista (China).

Antes do anúncio, Luisa e Ernest participaram de uma videochamada com o Príncipe William para discutir seu trabalho de ativismo ambiental e o papel crítico que o Prêmio Earthshot pode desempenhar na recuperação do nosso planeta ao longo dos próximos dez anos.

Na chamada, o Príncipe William afirmou: “É fantástico ter duas pessoas que além de serem inspiradoras e se importarem tanto com o meio ambiente e o clima, também são jovens. Acredito que o movimento da juventude tem mostrado como o meio ambiente e o clima têm sido considerados de altíssima importância, e é muito interessante ver jovens no mundo todo se manifestarem amplamente a respeito dessas questões. Estou muito satisfeito de tê-los conosco – vocês trazem essa juventude, ativismo e expertise tão necessários ao Conselho do Prêmio Earthshot”.

Durante a conversa, Luisa comentou: “A crise climática pode ser contada como a história de um navio que está naufragando, ou seja, uma história de como as coisas estão piorando até que já não é possível lutar mais. Depende de nós transformar essa história, de um navio que está naufragando para a de um navio que estamos construindo. Estamos em busca de soluções que virão de pessoas que se uniram e decidiram que precisamos fazer mudanças.”

Ernest disse: “Estou cansado de que me digam que ‘isso é uma causa perdida’. [O Prêmio Earthshot] proporciona um nível de esperança que é enormemente necessário. O que precisamos agora é de soluções porque não temos mais tempo para nada. Temos dez anos para conseguirmos salvar esse navio.” E agregou: “Sinto-me privilegiado e abençoado por fazer parte [do Prêmio Earthshot]”.

A cada ano, durante os próximos dez anos, os membros do Conselho do Prêmio Earthshot selecionarão cinco ganhadores que apresentem as soluções mais viáveis aos maiores desafios ambientais enfrentados pelo nosso planeta. Os vencedores receberão um prêmio de £1 milhão em dinheiro, além de apoio individualizado para implementar suas soluções em escala e realizar um impacto ainda maior com seu trabalho inovador. A primeira cerimônia de premiação será realizada em Londres, no outono de 2021.

 

Royal Foundation